Lema do Karatê

Dojo Kun é o código de honra do karateca. São os princípios estabelecidos para contribuir na formação moral do praticante.

1. “Esforçar-se para a formação do caráter”

O caráter de uma pessoa é aquilo que a distingue diante das outras: é aquilo que lhe é próprio.
Nosso caráter é desenvolvido pela educação recebida dos pais, professores, pela cultura de nosso povo e pelos padrões de comportamento veiculados pelos meios de comunicação, que tão grande impacto têm exercido no desenvolvimento da pessoa humana. No entanto, nosso caráter, isto é, nossa propriedade, aquilo que nos define diante dos demais, pode ser desenvolvido não apenas como reflexo de uma educação externa, mas também com a nossa participação consciente.
O Karatê é um processo de auto-conhecimento e de investimento no crescimento pessoal e, como tal, resulta em frutos que podem ser de grande valia para o indivíduo.

O “caminho do karatê” é o autoconhecimento, e você terá de estudá-lo com a maior seriedade desde o princípio. O Karateca deve sempre manter atitudes corretas. Utilizar as técnicas apenas como último recurso, como autodefesa, em causa nobre.
O maior tesouro de um indivíduo é sua honra, e para ser uma pessoa respeitável, é preciso disciplina.
Tente falar menos e ouvir mais, procure “aprender a aprender”.
Nossa forma de encarar a vida determina nosso destino.
Seja honesto, calmo, sereno, simpático, alegre, sábio, sincero e otimista.
Um karateca de verdade mantém sua palavra, e honra seus compromissos.

2. “Fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão”

Fidelidade tem dois significados: Em primeiro lugar, quer dizer que nós acreditamos em um determinado princípio. Em segundo lugar, significa que somos fiéis a esse princípio.
Na realidade, o sentido da fidelidade só é encontrado naqueles que são fiéis, não naqueles que apenas afirmam que acreditam no princípio. Quanto à razão, afirma um grande pensador que ela é o maior bem distribuído entre os homens. Com ela é possível diferenciar as coisas e adquirir conhecimento. No entanto, ser dotado de razão não quer dizer que se vive de acordo com a razão: “não basta ter espírito bom, é necessário dirigí-lo bem”.
O espírito do homem é rico em possibilidades, mas se for mal dirigido, acabará por negar a sua própria riqueza. A prática do Karatê nos proporciona o maior fruto do espírito: “o equilíbrio”.

O verdadeiro caminho da razão é sempre fazer e desejar às outras pessoas o que gostaria que também fizessem a você.
O Karateca deve ignorar o que não é bom, e adotar o bom.
Sem que percebamos, a lei da ação e reação determina nossa vida: tudo o que fizer ou pensar, voltará para você como experiência. Talvez de uma maneira diferente, mas voltará. Seja a recompensa, o amor, a felicidade, o castigo, o ódio ou a desgraça.
São nossas ações e pensamentos que atraem os acontecimentos, para o bem ou para o mal.

3. “Criar o espírito de esforço”

Quando vemos uma pessoa apresentando esforço no rosto, ou algum movimento do corpo, podemos ir mais além e verificar que o esforço, na realidade, não está no corpo, mas no sentimento interior, no espírito e no pensamento das pessoas.
Uma pessoa que alimenta idéias de persistência e de otimismo é alguém que desenvolve o espírito de esforço. Esse espírito pode ser visto, por outro lado, em rostos e corpos que não aparentem o menor movimento, porque o espírito tranqüilo gera energias, enquanto o espírito exaltado e agitado as consome.
No Karatê, aprende-se a lidar na vida com calma, porém com firmeza, e é nisto que consiste o espírito de esforço: não no esgotamento da força mas, no estágio mais desenvolvido de nosso espírito, na sua conservação e na geração de serenidade e de tranqüilidade.
Onde há esforços não há violência. Este esforço pode ser traduzido na sentença de Funakoshi: “Nós não aprendemos para lutar, nós lutamos, isto é, nos esforçamos, para aprender”. O espírito de esforço é a força do espírito.

O intuito de esforço e persistência nos mostra que tudo é possível. Você precisa acreditar que, se outros podem, você também pode.
Se você tem um sonho, não importa o tamanho dele, ele pode ser alcançado.
Precisamos nos esforçar da maneira correta e persistir muito, a ponto de nunca desistir diante dos obstáculos.
A principal diferença entre as pessoas de sucesso e as que sempre fracassam está na persistência: “Caia dez vezes, e levante-se onze”. Nunca desista, e será um vencedor!
O sucesso não ocorre por acaso, existem razões bem mais sólidas do que a sorte para realizarmos os nossos sonhos.
O grande segredo é sabermos exatamente “aquilo” que desejamos, então definimos metas e objetivos a serem executados; definimos um plano de ação.
“Quem não sabe para onde vai, não chega a lugar nenhum”. Devemos sempre escrever nossos objetivos. Por exemplo: Em 2010 serei Faixa Preta de Karate (ou Campeão Mundial, Farei Faculdade, Terei minha casa própria, Serei saudável, Vou me casar, etc.).
Agora, devemos colocar a imaginação para funcionar; A imaginação aliada à força de vontade chama-se fé. A fé é capaz de realizar qualquer feito, transformar qualquer sonho em realidade.
Precisamos imaginar nosso objetivo já concretizado. Isto é ensinado há muitos anos pelos grandes mestres: Quando você decide ser ou ter algo, precisa ter certeza de que já conseguiu, antes mesmo de começar.
Em um combate, vencerá aquele que estiver determinado a lutar totalmente: “Ouse fazer, e o poder lhe será dado”.

4. “Respeito acima de tudo”

Apesar dos Códigos legais imporem penas aos que desrespeitam seus semelhantes, eles não têm possibilidade de alcançar o interior das pessoas e influenciá-las, isto é tarefa dos educadores. O Karatê como atividade educativa, tem como princípio levar o indivíduo a perceber a si mesmo e o seu semelhante, não só isso mas, também, conscientizá-lo do valor do Respeito, não só ao semelhante, mas a si mesmo. O Respeito pelo outro não significa uma anulação do próprio ego e o respeito por si não quer dizer a anulação do outro.
Uma pessoa pode desrespeitar a si mesma, adotando comportamentos agressivos para com seu próprio corpo, ou para com seu espírito: é sempre adequado indagar qual a finalidade das decisões que tomamos em relação ao nosso bem estar e ao nosso desfrute sadio da vida. Podemos evitar maus alimentos, más conversas, maus ambientes, más leituras e maus hábitos. Assim, estaremos conservando o respeito por nós mesmos.
Por outro lado, uma pessoa pode também respeitar a seu próximo, não porque os Códigos Legais são punidores, mas porque todo ser humano tem um valor como pessoa e porque a “boa vontade” é uma virtude do espírito que pode ser desenvolvida e aperfeiçoada. O Karatê é uma maneira de se chegar a ela e ao respeito. Desse ponto de vista, o Karatê apresenta uma grande utilidade para o desenvolvimento humano e a paz social e política, não só entre os cidadãos de um mesmo país, mas entre todos os homens e todos os países.

O Karatê começa e termina com cortesia. O respeito deve ser uma atitude contínua do estudante do Karatê. Do cumprimento dos lutadores, no início e final de uma luta, até as regras de etiqueta e convivência social. As boas maneiras são o melhor exemplo para todos, nenhuma palavra vale mais do que atitudes. O karateca deve manter o mesmo padrão de comportamento dentro e fora do Dojô.

5. “Conter o espírito de agressão”

Se por um lado, o espírito tranqüilo gera energias e serenidade, o espírito exaltado e agitado gera agressividade, contra a própria pessoa e contra os outros.
O lutador de Karatê é ponderado e prudente. Ele aprende que os Kata começam com defesas e que no Karatê não há golpes de agressão. O principal objetivo da arte do Karatê não é o outro como alvo, mas a própria pessoa. Isto vai provocar uma caminhada para a consciência de si mesmo e para a superação de aspectos negativos do comportamento e da mente. Na realidade o Karatê é uma reeducação da mente e dos padrões de comportamento. Quando se diz : “Conter”, afirma-se que o homem é capaz de mudar os padrões de pensamentos agressivos em pensamentos de respeito e equilíbrio. A prática do Karatê vai aos poucos, modificando os padrões de pensamentos e substituindo os pensamentos de agressão por pensamentos de harmonia.

Os Kata iniciam sempre com defesas. Assim, o Karateca deve adotar a não-violência, sempre dominando sua agressividade. O bem e o mal existem, mas vencerá aquele que você mais alimentar. A paz está em seu interior, e vencer a si mesmo é mais difícil do que vencer os outros. Você precisa buscar o autoconhecimento: lendo livros, assistindo palestras, ouvindo CDs de relaxamento e praticando Zazen (meditação – esvaziar a mente). Somente o treinamento físico não é suficiente, pois se assim fosse, um praticante de qualquer outro esporte seria uma pessoa altamente desenvolvida espiritualmente. O karatê é um caminho, não o único, mas um dos melhores para a revelação interior, para transcender os dualismos. O treinamento físico é um meio de educação e disciplina, o caminho da paz.

Desejo sinceramente uma harmoniosa caminhada à todos.

OSS!

Carlos Camacho.

38 Responses to “Lema do Karatê”

  1. Amigo, gostei muito da síntese que você fez do Dojo Kun.
    Eu comecei a treinar karatê no início do ano e estou muito empolgado. Parabéns pelo blog e pelo seu trabalho.
    Um caloroso Oss e boa sorte.

  2. matias disse:

    Ola a todos mis camaradas,

    No sabeis quanto echo de menos el karate antes no me dava cuenta pero hoy en dia echo de menos todas las clases alque eran muy duras pero hoy me doy cuenta y agradesco el esfuerso de mi padre y todo q iso por mi y por sus alunos.

    Espero q todos sigan entrenando duro y nunca agan loq ise dejar el karate. yo aqui en españa la verdad esq me arepiento mucho de aver venido no es la misma cosa q en brasil los entrenamientos no son los mismos nose pero aqui no me atrevo aser karate esq no me gusta la forma q enseñan por aqui pero sigo asiendo otros deportes y os aseguro q el karate es el mejor de todos los deportes me ayuda a todo mismo asiendo otro deporte sigo sorprendiendo con las tecnicas del karate y me arepiento no aver llegado a faixa preta.

    Bueno mando un saludo a todos y q nunca dejen de entrenar duro. Un beso a todos prinsipalmente a mi padre (Ramon) a mis hermanos (Juan y Nilo) y a todos mis amigos un beso

    Adios,

    Matias.

  3. Olá amigo Matias!

    Que ótimo receber notícias suas!

    Também passamos por essa fase, alguns karatecas estão passando por ela e outros (meus alunos) ainda irão passar…

    Estou falando do treino duro ministrado por seu pai – Ramon Sensei. No começo nós reclamamos, chegamos em casa muito cansados e no outro dia ficamos com o corpo dolorido…

    Finalmente com o passar do tempo aprendemos que crescemos como seres humanos, aprendemos que nossa força é muito maior do que imaginávamos. Ganhamos confiança para enfrentar qualquer desafio, seja dentro ou fora do Dojo, como você disse.

    Fico muito feliz em ver que você está amadurecido, suas palavras deixam transparecer sua responsabilidade e as palavras de saudades revelam a beleza de seu coração puro. Tal pai, tal filho.

    Nós realmente temos muita sorte em ter Ramon como nosso Sensei. Nessa semana mesmo conversei sobre isso com o Tiago e a Rosa. Às vezes reclamamos da dureza dos treinos, mas é esse tipo de treinamento que mestre Funakoshi queria ver sendo propagado em todos os Dojos de Karatê-Do.

    Estamos firmes e continuaremos treinando duro, por você e pelo seu pai. É uma honra para nós fazer parte da família do Dojo Shotokaikan. Pode deixar que mandarei seu carinho para Ramon Sensei e para seus irmãos, Juan e Nilo. Todos nós estamos com muitas saudades de você.

    Um forte abraço e sucesso aí na Espanha!

    Em nome de todos do Dojo Shotokaikan,

    Carlos Camacho.

  4. Paulo Henrique disse:

    Esse lema eu levo desde quando eu começei a treinar Karate do dia 14 de março de 1989.

    Até hoje eu treino Karate e sempre gosto de ler e fazer o que aprendi com o lema dessa arte!!!

    Oss!

    Paulo Henrique.

  5. Thiago disse:

    Muito bonito e verdadeiro!

    Oss!

    Thiago.

  6. Renan Victor de Melo Dias disse:

    Eu guardo esse lema desde o meu primeiro dia. Foi em agosto e hoje já sou amarela. Se Deus quiser ano que vem já vou ser vermelha.

    Oss!

    Renan Victor de Melo Dias.
    Maranhão.

  7. Renatho Souza disse:

    Dojo kun que sempre levarei comigo ate mesmo se um dia eu parar de treinar carate.
    (espero que nunca aconteça)

    OSS!

  8. Larisse Rodrigues disse:

    Esse lema é realmente fundamental para a vida do karateca. Hoje sou faixa verde e sei o quanto é importante.

  9. Wilker Cavalcanti disse:

    Carlos eu já estava pensando em deixar o Karatê-do. Quando li o que vc escreveu, senti uma paz de espírito e de mente.
    Faço Karatê ha 3 anos, sou faixa branca. Muitos tiram onda de mim só porque sou faixa branca.
    Eu ia doar meu kimono, mas eu vou me empenhar para um dia chegar a ser faixa preta.
    Nunca fui a nenhum campeonato, mas este ano eu vou ao campeonato escolar. Vou para uma academia, e conseguirei trocar de faixa.
    Valeu!!!

  10. Wilker,

    não é preciso agradecer nada…
    Você é um exemplo a ser seguido. Parabéns pela atitude de perseverar no caminho do Karate.

    Oss!

  11. joao victor disse:

    entrei recentemente no karate e vou seguir a risca os ensinamentos

  12. Dea Johnson disse:

    O lema do karatê é muito importante na vida de um verdadeiro karateca,só lamentamos q existam karatecas q ñ ligam pro lema!!Sou faixa roxa e nesse ano pego a marrom e carrego o lema do karatê em todas as areas d minha vida,pois é essencial!!!

    Oss!!

  13. Fabiana disse:

    Olá Carlos, descobri este site e blog hoje, gostei das informações, links, e artigos reflexivos, auxiliam bastante a percorrer o “caminho das mãos vazias”.
    Resido em Ruy Barbosa – BA, e iniciativas como a sua em direcionar um site com bom conteúdo a respeito do Karatê, são fontes de informação contínua, vou indicar aos colegas!!!
    Vou sempre procurar novos textos e informações, uma pergunta você disponibiliza calendário acerca das competições nacionais de karatê?
    Ainda não vi, e estava também procurando calendário 2010.
    Um abraço, td d bom!!!

  14. Olá Fabiana,
    Obrigado pelos elogios e indicações!
    Não disponibilizamos calendário sobre eventos de competições no site…

    Abraços.

  15. MARCO AURÉLIO TERRONI disse:

    Quando desanimamos de praticar o karatê-do, significa que ele está adormecido no ser. Quando deixar-mos de praticá-lo, significa que ele morreu.
    Esta segunda opção jamais pode ser entendida pelo Samurai, diga-se de passagem, sua origem e para que foi criado.
    OSS!

  16. MARIO KADENA disse:

    Oss!
    Muitos parabéns pela maneira que foi abordado a DOUTRINA DO DOJO (DOJO KUN)! Tenho certeza que irá contribuir muito nas palestras dos Senseis e Instrutores, no forjamento de seus seguidores. Seguindo desta forma o legado do nosso venerado mestre GICHIN FUNAKOSHI!!! Oss!

    Prof. Kadena 3º DAN – Karate Shotokan
    Angra dos Reis – RJ – Brasil

  17. MARCO AURÉLIO TERRONI disse:

    O karate-do deve ser praticado todos os dias e em qualquer lugar, na escola, no trabalho e ainda nas ruas. É uma grande pena que as artes marciais japonesas, de certa forma, perde espaço e pouco da essência. Porém, cabe aos professores e instrutores primarem pela manutenção do conhecimento e das tradições das artes marciais, para que jamais sejam olvidadas. Que o espírito marcial permaneça em todos os karatecas. “Karate Ni Sente Nashi” OSS!
    Sargento Terroni – 1º DAN KARATE-DO SHOTOKAN.

  18. Roberto Maciel disse:

    Caro amigo, o lema do Karate precisa ser lembrado sempre.
    Assim as pessoas viverão mais em harmonia dentro e fora do Karate.
    Sou praticante de Karate há 2 anos e meio. Vivo bem melhor do que antes.
    Procuro passar essa idéia para outras pessoas e já consegui envolver outras pessoas no Karate. Isso me faz muito bem.

    Roberto Maciel
    Fortaleza/CE.

    OSS!!!!!

  19. Lambira disse:

    Eu estava a procura deste lema! Muito obrigado.
    Oss!

  20. Jaqueline disse:

    Muito bom esse texto.
    Explica muito bem o que eu já aprendi sobre o principal lema do Karate.
    Eu já estou na faixa vermelha e no final do ano vou fazer o exame de troca de faixa.
    Se Deus quiser vou passar e conseguir a faixa laranja.
    Me deseje sorte porque o meu mestre é muito severo!

  21. Gregori disse:

    Eu gostei muito.
    Eu tambem faço karate-do.
    Feliz Natal!
    Oss!

  22. Robert disse:

    Ótimo artigo. Parabéns pelo trabalho de contribuir ainda mais para a divulgação do Karate como formação social.

    Grande abraço,

    Roberto Oliveira.

  23. Thauanny Victtorya disse:

    Comecei no karate semana passada.
    Na semana que vem eu recebo o kimono.
    Esse site me ajudou muito.
    Muito obrigada!
    S2

  24. Hallan disse:

    Valeu. Estou estudando para a prova pra ir para o exame de faixa.
    Agora já estou pronto pra ir para a laranja.

  25. Manuela disse:

    Eu estou há dois anos no karate. Sempre adorei e já estou pronta para ir para a marrom.

  26. Váldson disse:

    Muito bonito isso, e de verdade, é o que meu mestre me passa !

    Oss !

  27. Vitor disse:

    Treino karate há três anos e sempre me dediquei a esse lema.

  28. Luana disse:

    Nossa, que legal.

  29. Gabriella disse:

    Olá e obrigado, pois vou fazer o exame de faixa dia 30/11/12 e precisava saber os 5 lemas.

  30. Amanda disse:

    Muito obrigado.
    Tenho 12 anos. Faço aula de karatê e sempre esqueço dos 5 lemas do karatê.
    Tenho muito orgulho de ser karateca.

  31. José disse:

    oss!!!
    Sou um faixa verde e já pensei em parar, mas só em ler estes lemas me dá mais vontade de treinar.
    oss!!!

  32. eu amo o karatê.
    o karatê é um estilo de vida.

  33. JOSÉ CASTRO disse:

    Parabéns pelo Blog… Gostei do que li, mais importante que saber o lema, é colocá-lo em prática nas nossas vidas…
    Assim como a fala “Seja honesto, calmo, sereno, simpático, alegre, sábio, sincero e otimista.
    Um karateca de verdade mantém sua palavra, e honra seus compromissos.”

    OSS!

  34. Julia disse:

    Olá, meu nome é Julia tenho 08 anos pratico karatê faz 10 meses
    e vc me ajudo muito pq tenho que decorar o lema ate domingo que vem
    ooobrigadaaaaaaa !!!!

  35. Jessykley disse:

    Muito bom. Aprendi que o karatê não é só o corpo, mas a alma, e não só a luta mas o espírito!!! Obrigado.

Leave a Reply